Há 13 anos, eu tirava fotos dos processos físicos, para evitar carga e cópia dos autos. Imprimia no escritório, arquivava e trabalhava.

Há 10 anos, a máquina fotográfica foi substituída pelo scanner de mão, mais uns poucos anos pelo celular.

Há 5 anos eu já tinha como objetivo um escritório de advocacia sem papel. Naquela época, o gestor de uma Construtora me perguntou em que isso beneficiaria a empresa dele e eu, de pronto, respondi que traria mais segurança aos documentos, agilidade de comunicação e maior responsabilidade ambiental.

Na busca pela evolução, em 2018 fomos premiados pelo Núcleo de Apoio a Gestão de Inovação da UFRGS como a empresa mais engajada em inovação.

Hoje o digital é para nós uma realidade. Nosso escritório já não trabalha mais com arquivos tradicionais. Até mesmo os livros físicos servem apenas como elementos de decoração. Além daqueles benefícios que eu havia mencionado, experimentamos outros bons sabores decorrentes desse trabalho digital.

O mundo evoluiu rapidamente e a advocacia, quando antenada à inovação, é peça fundamental à gestão de qualquer empresa.

Categorias: Advocacia

0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *